4 Atitudes Para Reacender A União Do Casal

É muito comum que depois de algum tempo os casais se queixem de que o relacionamento esfriou.

Para evitar que isso aconteça e que a relação conjugal não termine em amizade, existe várias atitudes que podem reacender a união do casal, e nesse artigo falarei sobre quatro que acho importantes.

 

1ª Dica – Diálogo.

Isso mesmo, tudo começa com uma boa conversa. Não tem como manter um relacionamento sem a boa e velha comunicação. Mas não estou falando de situações em que um fala e o outro finge que escuta enquanto meche no celular. Estou falando de uma conversa verdadeira, onde é possível um momento de troca do casal. Porém, o que acontece geralmente é que as conversas se tornam discussões.

É compreensível que a correria do dia-a-dia, as contas para pagar e as obrigações acabem direcionando o casal para falar sobre assuntos estressantes e que no meio disso tudo ter uma conversa prazerosa acaba sendo um desafio. Muitos deixam de falar de seus sonhos, conquistas e prazeres. Então é nesse momento que a conversa acaba virando sinônimo da famosa D.R. É uma pena porque algo que poderia ser tão construtivo acaba sendo motivo de discussões e, em alguns casos, os cônjuges nem suportam mais ouvir a voz um do outro.

Talvez, você esteja enfrentando essa dificuldade em estabelecer um diálogo verdadeiro com seu companheiro ou companheira, mas não se preocupe, tudo tem solução. Só o fato de você estar lendo esse artigo demonstra o seu interesse em mudar as coisas. Isso é o mais importante. Então aqui vai uma sugestão para o casal ter um bom diálogo: busque ficar longe de estímulos como celulares, computadores ou televisores no momento que começar uma conversa. É importante que o casal tire um tempinho para dar atenção um ao outro.

Busque saber como foi o dia do outro, mas nada de tentar julgar os acontecimentos, apenas seja paciente e escute. Depois fale como foi o seu dia. Pode parecer algo muito simples, mas só o fato de não ter que disputar a atenção com outras coisas, o casal já ganha um momento verdadeiro juntos. Sei que na rotina de muitos casais isso parece quase impossível, principalmente se pensarmos que alguns tem filhos ou dividem a casa com outras pessoas, mas na medida do possível tire alguns minutinhos para vocês dois.

Mais uma coisa, hoje em dia quando não é possível estar junto fisicamente, existe a tecnologia que pode ser uma opção para o casal. Lembra como era no começo? Quando vocês trocavam mensagens apaixonadas? Foi assim com muitos casais, talvez isso tenha acontecido com você também. O que acha de relembrar os velhos tempos e mandar mensagens mais apaixonadas? Não precisa esperar o outro tomar essa atitude. Você pode fazer isso pelo seu casamento. E se no começo do seu namoro as coisas não eram assim tão românticas, tudo bem também.

Não existe uma receita mágica, cada casal deve encontrar a sua maneira própria de se comunicar. O importante é que haja o diálogo respeitoso e positivo para o casal.

 

2ª dica – Divirtam juntos.

Um dia, um casal chegou à sessão e disse que não tinham programas juntos porque os gostos não batiam. Então ficavam em casa, um assistindo filme no quarto e outro jogando vídeo game na sala. Sugeri que fizessem uma escala e cada dia um escolhe um programa de seu agrado.

Nossos dias já são tão corridos e monótonos, por que não simplificar as coisas? Não é possível que em meio tantas opções nenhuma consiga ser comum para ambos.

Quando namoramos tudo é gostoso junto, parece que nada tem graça sem a companhia um do outro. Pois é, no casamento deve ser a mesma coisa, divirtam-se juntos, tenha coragem de fazer coisas surpreendentes como dois adolescentes apaixonados. 

Convide seu cônjuge para uma fazerem atividades física juntos, uma aula de dança, um curso de gastronomia. Você precisa investir no seu relacionamento, não falo só dinheiro, mas principalmente de tempo. Rir, brincar, tocar um no outro, aproxima, alegra e aquece a relação.

 

3ª Dica – Deitem juntos.

Opa, como isso é importante. Escrevi um outro texto, titulado “Funciono melhor a noite, eu de dia”, onde destaco que existem pessoas com hábitos diurnos e outros com hábito noturno. Como assim? Que horas você se sente mais disposto? Tem pessoas que acordam animados, outros de mau humor. Tem pessoas que fazem tudo à noite, de madrugada...

A dica é respeitar as diferenças e combinar de irem juntos para a cama, mesmo que um durma primeiro que o outro. Vale a pena ficar de companhia enquanto o outro dorme. Esse hábito cria intimidade e afeto.

Quantas vezes, fiquei até de madrugada escrevendo, vendo vídeos e planejando trabalhos, enquanto minha esposa dormia. No outro dia ela acordava disposta, ia para academia e eu ficava dormindo. Até que um dia percebi que não estava bom. Foi então que decidi dormir mais cedo e acordar com ela para irmos à academia. Satisfação total. Resolvi dois problemas ao mesmo tempo, treino e ainda somo pontos com ela.


E você, quais hábitos os impedem de se deitarem juntos?

 

4ª dica – Sexo.

 

Opa, agora os homens (principalmente) irão gostar dessa dica. 

Ter relação sexual frequentemente mantem a chama do amor acesa. Não tem uma quantidade mínima ou máxima, mas quanto mais distante for uma relação da outra, quer dizer que o fogo está fraquinho.

Um ponto importante para nós homens é lembrar que a mulher precisa ser conquistada todos os dias, não vale maltratá-las durante o dia e pensar que vai rolar algo a noite.

Comparamos a mulher com o fogão a lenha, é preciso começar cedo o preparo para acender a chama. O homem é como micro-ondas, 30 segundos e está pronto. Então fica a dica. Cultive para colher...

A dica é quem estiver afim dar sinais. Você não precisa esperar o outro ter iniciativa, como é bom quando estamos afim e conquistamos aquilo que almejamos.

Conquiste e se deixe consquistar!

O relacionamento só acaba quando um dos dois deixa de investir na relação. Quando se desiste de lutar, a derrota é certa. Então não deixe a chama do amor apagar. Se você sente que o seu relacionamento está frio, siga essas dicas ou procure um profissional de sua confiança e faça acontecer. Para se ter uma família unida vale todos os investimentos, e geralmente os problemas acontecem na vida conjugal e estende-se aos familiares.

Autor: Jonathan Mazetti, psicólogo com experiência em atendimentos de famílias e casais. para conhecer mais sobre ele ou agendar uma sessão online, acesse seu perfil aqui.